Google+ Followers

Redes

Allan Kardec

terça-feira, 6 de novembro de 2012

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Reflexão sobre o Dia de Finados


Reflexões sobre o Dia de Finados

Qual será a origem da cultura de se consagrar um dia em homenagem aos “mortos”? Qual o significado da palavra “finados”? Será mesmo necessário ir aos cemitérios para honrar a memória dos que retornaram à Pátria Espiritual? E qual a melhor deferência que podemos prestar a eles?
 De acordo com alguns pesquisadores, o dia consagrado aos mortos originou-se dos antigos povos gauleses, os quais, conhecedores da indestrutibilidade do ser, honravam os Espíritos e não os cadáveres como, equivocadamente, se faz na atualidade.
 O culto ao dia dos mortos é uma tradição mundial, cuja origem se perde na noite dos tempos, constituindo, como se lê na resposta à questão 329 de O Livro dos Espíritos (FEB Editora), um forte indício da imortalidade da alma, acalentadaintuitivamente pelo homem.1

 Finado é o particípio passado do verbo “finar”, que significa o indivíduo que morreu, findou, faleceu, termo que se substantivou com a cultura adotada pelos povos das mais diversas religiões, prática essa que esteve muito ligada, na Antiguidade, aos cultosagrários ou da fertilidade: acreditava- se que os mortos, como as sementes, eram enterrados com vistas à ressurreição (novo nascimento).

sábado, 20 de outubro de 2012

Palestra de deste sábado 20/10/2012 no CEJN com Herculano Pereira

Hoje a partir das 20horas no Centro Espírita Jesus de Nazareth, teremos como orador o  expositor Herculano com a temática "A influência dos espiritos em nossos pensamentos".

1º EMESS - Santa Luzia-PB


No dia 20 de outubro será realizado o 1º. EMESS – Encontro Médico Espírita do Sertão e Seridó. O evento será realizado na cidade de Santa Luzia, na região do Vale do Sabugi, no Fórum Francisco Seráphico da Nóbrega e contará com a presença dos médicos e palestrantes espíritas: Islan Nascimento, Marcos Sodré, Santana Florindo, Alexandre Magno, Mônica Rodrigues, Marcos Paterra e Carlos Roberto.
O evento é realizado pela Coordenadoria Regional Espírita do Sertão e tem o apoio da FEPB, da Associação Médico Espírita-PB, da Associação Médico Espírita de Campina Grande, da Unimed e do Clube do Livro Espírita de Patos. A entrada é gratuita.

Medicina Reconhece Obsessão Espiritual

Código Internacional de Doenças (OMS) inclui influência dos Espíritos


Dr. Sérgio Felipe de Oliveira com a palavra: Ouvir vozes e ver espíritos não é motivo para tomar remédio de faixa preta pelo resto da vida... Até que enfim as mentes materialistas estão se abrindo para a Nova Era; para aqueles que queiram acordar, boa viagem, para os que preferem ainda não mudar de opinião, boa viagem também...
Uma nova postura da medicina frente aos desafios da espiritualidade. Vejam que interessante a palestra sobre a glândula pineal do Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, médico psiquiatra que coordena a cadeira de Medicina e Espiritualidade na USP:
A obsessão espiritual como doença_da_alma, já é reconhecida pela Medicina. Em artigos anteriores, escrevi que a obsessão espiritual, na qualidade de doença da alma, ainda não era catalogada nos compêndios da Medicina, por esta se estruturar numa visão cartesiana, puramente organicista do Ser e, com isso, não levava em consideração a existência da alma, do espírito. No entanto, quero retificar, atualizar os leitores de meus artigos com essa informação, pois desde 1998, a Organização Mundial da Saúde (OMS) incluiu o bem-estar espiritual como uma das definições de saúde, ao lado do aspecto físico, mental e social. Antes, a OMS definia saúde como o estado de completo bem-estar biológico, psicológico e social do indivíduo e desconsiderava o bem estar espiritual, isto é, o sofrimento da alma; tinha, portanto, uma visão reducionista, organicista da natureza humana, não a vendo em sua totalidade:mente, corpo e espírito.
Mas, após a data mencionada acima, ela passou a definir saúde como o estado de completo bem-estar do ser humano integral:
biológico, psicológico e espiritual. Desta forma, a obsessão espiritual oficialmente passou a ser conhecida na Medicina como possessão e estado_de_transe, que é um item do CID - Código Internacional de Doenças - que permite o diagnóstico da interferência espiritual Obsessora. O CID 10, item F.44.3 - define estado de transe e possessão como a perda transitória da identidade com manutenção de consciência do meio-ambiente, fazendo a distinção entre os normais, ou seja, os que acontecem por incorporação ou atuação dos espíritos, dos que são patológicos, provocados por doença.
Os casos, por exemplo, em que a pessoa entra em transe durante os cultos religiosos e sessões mediúnicas não são considerados doença.
Neste aspecto, a alucinação é um sintoma que pode surgir tanto nos transtornos mentais psiquiátricos - nesse caso, seria uma doença, um transtorno dissociativo psicótico ou o que popularmente se chama de loucura bem como na interferência de um ser desencarnado, a Obsessão espiritual.. Portanto, a Psiquiatria já faz a distinção entre o estado de transe normal e o dos psicóticos que seriam anormais ou doentios. O manual de estatística de desordens mentais da Associação Americana de Psiquiatria - DSM IV - alerta que o médico deve tomar cuidado para não diagnosticar de forma equivocada como alucinação ou psicose, casos de pessoas de determinadas comunidades religiosas que dizem ver ou ouvir espíritos de pessoas mortas, porque isso pode não significar uma alucinação ou loucura.
Na Faculdade de Medicina DA USP, Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, médico, coordena a cadeira (hoje obrigatória) de Medicina e Espiritualidade. Na Psicologia, Carl Gustav Jung, discípulo de Freud, estudou o caso de uma médium que recebia espíritos por incorporação nas sessões espíritas.Na prática, embora o Código Internacional de Doenças (CID) seja conhecido no mundo todo, lamentavelmente o que se percebe ainda é muitos médicos rotularem todas as pessoas que dizem ouvir vozes ou ver espíritos como psicóticas e tratam-nas com medicamentos pesados pelo resto de suas vidas.
Em minha prática clínica (também praticada por Ian Stevenson), a grande maioria dos pacientes, rotulados pelos psiquiatras de "psicóticos" por ouvirem vozes (clariaudiência) ou verem espíritos (clarividência), na verdade, são médiuns com desequilíbrio mediúnico e não com um desequilíbrio mental, psiquiátrico. (Muitos desses pacientes poderiam se curar a partir do momento que tivermos uma Medicina que leva em consideração o Ser Integral).
Portanto, a obsessão espiritual como uma enfermidade da alma, merece ser estudada de forma séria e aprofundada para que possamos melhorar a qualidade de vida do enfermo. Texto de Osvaldo Shimoda - Colaboração de CEECAL - Centro de Estudos Espírita Caminho da Luz - Matéria enviada por Blandina Pereira.

Quarta-feira, Abril 27, 2011
 

O GRUPO ESPÍRITA CORRENTE DO BEM ELEGE NOVA DIRETORIA PARA BIÊNIO 2011 A 2013

No dia 14 de abril de 2011 às 19 horas e trinta minutos, aconteceu na Sede do Grupo Espírita Corrente do Bem a eleição para compor a Diretoria referente ao biênio 2011 a 2013. Duas chapas concorreram ao pleito, que teve como vencedora a chapa 1. Assim, foram eleitos os seguintes irmãos: Presidente Francisco Costa Pinto, Vice-Presidente Sonia Barboza Reis, 1º Tesoureiro Rejane Helena Coutinho, 2º Tesoureiro Maria das Graças Luttigards, lª Secretária Elaine Cristina Nunes, 2ª Secretária Nelcinéa Cairo. Os conselheiros da nova Diretoria serão: Ivanise da Conceição Pereira, Robério Cordeiro da Silva e Viraldo Ribeiro. A posse da Diretoria eleita ocorreu no dia 28 de abril, às 19h30, concomitante à vibração pela passagem do aniversário de nascimento do Índio Pena Branca, um dos mentores da casa de Oração com energização de frutas que foram oferecidas aos presentes.
Parabenizamos os irmãos que abraçaram esta nova tarefa na seara do bem, mesmo tendo a consciência de que não é por acaso que algumas pessoas assumem esse posto. Assim, compreendendo o objetivo da Doutrina Espírita, ficará mais fácil o entendimento do compromisso assumido diante de Deus, na obrigação de cumprir com afinco e determinação a missão que lhes foi confiada. Paz e sabedoria para os escolhidos.

POEMA DA GRATIDÃO - Amélia Rodrigues, psicografia por Divaldo Pereira Franco.

Senhor Jesus, muito obrigada! Pelo ar que nos dás, pelo pão que nos deste, pela roupa que nos veste, pela alegria que possuímos, Por tudo de que nos nutrimos. Muito obrigada, pela beleza da paisagem, pelas aves que voam no céu de anil, pelas Tuas dádivas mil! Muito obrigada, Senhor! Pelos olhos que temos... Olhos que vêm o céu, que vêm a terra e o mar, que contemplam toda beleza! Olhos que se iluminam de amor, ante o majestoso festival de cor, da generosa Natureza! E os que perderam a visão? Deixa-me rogar por eles ao teu nobre Coração! Eu sei que depois desta vida, além da morte, voltarão a ver com alegria incontida... Muito obrigada pelos ouvidos meus, pelos ouvidos que me foram dados por Deus. Obrigada, Senhor, porque posso escutar o Teu nome sublime, e, assim, posso amar.
Obrigada pelos ouvidos que registram: A sinfonia da vida, no trabalho, na dor, na lida... O gemido e o canto do vento nos galhos do olmeiro, as lágrimas doridas do mundo inteiro
E a voz longínqua do cancioneiro... E os que perderam a faculdade de escutar? Deixa-me por eles rogar... Eu sei que no Teu Reino voltarão a sonhar. Obrigada, Senhor, pela minha voz. Mas também pela voz que ama, pela voz que canta, pela voz que ajuda, pela voz que socorre, pela voz que ensina, pela voz que ilumina... E pela voz que fala de amor, obrigada, Senhor!
Recordo-me, sofrendo, daqueles que perderam o dom de falar e o teu nome sequer podem pronunciar!... Os que vivem atormentados na afasia e não podem cantar nem à noite, nem ao dia... Eu suplico por eles sabendo que mais tarde, no Teu Reino, voltarão a falar.
Obrigada, Senhor, por estas mãos, que são minhas alavancas da ação, do progresso, da redenção. Agradeço pelas mãos que acenam adeuses, pelas mãos que fazem ternura, e que socorrem na amargura; pelas mãos que acarinham, pelas mãos que elaboram as leis e pelas que as feridas cicatrizam retificando as carnes partidas, a fim de diminuírem as dores de muitas vidas! Pelas mãos que trabalham o solo, que amparam o sofrimento estancam lágrimas, pelas mãos que ajudam os que sofrem os que padecem... Pelas mãos que brilham nestes traços, como estrelas sublimes fulgindo nos meus braços! ...E pelos pés que me levam a marchar, ereto, firme a caminhar, pés da renúncia que seguem humildes e nobres sem reclamar. E os que estão amputados, os aleijados, os feridos e os deformados, os que estão retidos na expiação por crimes praticados noutra encarnação, eu rogo por eles e posso afirmar que no Teu Reino, após a lida desta dolorosa vida, poderão bailar e em transportes sublimes com os seus braços também afagar. Sei que lá tudo é possível quando Tu queres ofertar, mesmo o que na Terra parece incrível! Obrigada, Senhor, pelo meu lar, o recanto de paz ou escola de amor, a mansão de glória Ou pequeno quartinho, o palácio ou tapera, o tugúrio ou a casa de miséria! Obrigada, Senhor, pelo amor que eu tenho e pelo lar que é meu...
Mas, se eu sequer nem um lar tiver ou teto amigo para me abrigar nem outra coisa para me confortar, se eu não possuir nada, senão as estradas e as estrelas do céu, como sendo o leito de repouso e o suave lençol, e ao meu lado ninguém existir, vivendo e chorando sozinho ao léu... Sem um alguém para me consolar direi, cantarei, ainda: Obrigada, Senhor, porque te amo e sei que me amas, porque me deste a vida Jovial, alegre, por Teu amor favorecida...
Obrigada, Senhor, porque nasci obrigada, porque creio em Ti. ...E porque me socorres com amor, hoje e sempre, obrigada, Senhor!
Postado por Roberio Cordeiro da Silva - Grupo Espírita Corrente do Bem/ Salvador - Bahia - Brasil


terça-feira, 4 de setembro de 2012

ENCONTRO DE COORDENADORIAS

 
Neste ultimo sábado 01/09/12, a Coordenadoria Espírita do Vale do Piancó (Herculano Pereira) e a Coordenadoria Esp. do Sertão (Osvaldo de Sousa) se reuniram na sede do C.E. Espírita Jesus de Nazaré na cidade de Catingueira-PB com o intuito repassar as informações referente ao encontro em Campina Grande com a FEPB e FEB sobre o Plano de Trabalho para o Movimento Espírita Brasileiro através do seminário integrado.
 
 Sebastião Fausto Presidente do C.E. Jesus de Nazaré-Catingueira e secretário da Coordenadoria
 
Herculano Pereira
 
Prece proferida pelo ex-coordenador José Campos
 
 
O Coordenador Ovaldo de Sousa explanou sobre finalidades e atividades nos centros espíritas.
 
 
Raimundo Nonato falou da importância do Acolher, Consolar, Esclarecer e Orientar aqueles que procuram a casa espírita.
 
  
Jardel ficou com a parte interativa onde foi aplicada uma atividade com questões fornecidas pela FEB.
 
Momentos de Descontrção
 

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

PENSAMENTO DE VICTOR HUGO


"Subir é sacrificar-se. Todo cume é severo. O Olimpo lentamente se transforma em Calvário; em tudo o martírio está escrito"
A princípio pode-se achar um tanto pessimista o pensamento do grande poeta da França, no entanto, verificamos que, no processo evolutivo, a ascenção real exige o esforço soberano sobre nós mesmos. Sem falar os desafios que surgem na estrada, eivados de frustrações, dores, decepções. Lendo a história das grandes vidas que impulsionaram o progresso da humanidade ou que se libertaram do passado culposo, a assertiva Hugoliana encontra-se coberta de razão. Devemos estar determinado a superar a nós mesmos e está firme para os embates da exitencia. Tudo passa. E avançaremos.

sábado, 25 de agosto de 2012

VISITA DA COORDENADORIA AO CESB


O Coordenador do Movimento Espírita da região (Herculano Pereira) esteve em visita no CESB C.E. Seareiros do Bem da cidade de Boa Ventura no cumprimento do calendário anual estabelecido. O evento começou com uma reunião com os dirigentes da casa onde foram sugeridos novas ideias para o aprimoramento das atividades e a doação das Obras Básicas da Doutrina Espírita para pesquisa e estudo, após a reunião o coordenador proferiu uma palestra e em seguida comemorou-se o aniversário do incansável trabalhador espírita Reynolds Augusto (no violão acima).

domingo, 19 de agosto de 2012

Noticias de Raul Teixeira

Foto disponibilizada no site da SEF, tirada em Maio/12 (clique na imagem para ampliar)
De acordo com nota divulgada em seu site, Raul Teixeira comparece diariamente a seções de fisioterapia; quanto à fonoaudiologia, três vezes por semana. A fala de Raul continua progredindo de maneira animadora. Em sua última consulta médica com neurologista, este ficou satisfeito com as respostas ao tratamento, ao identificar significativa melhoria nos movimentos do braço e da mão direita.
Raul tem recebido convites para estar presente em várias homenagens que nossos confrades muito carinhosamente oferecem, mas neste momento do tratamento ele não está em condições de viajar e de interromper a rotina imposta pelo tratamento, que o leva a necessitar de repouso físico e mental.
Tem relatado que os momentos de reclusão - requisitos do tratamento - o tem permitido meditar sobre sua vida e sobre a benção que representa a saúde do corpo.


Leia mais: http://amelavras.webnode.com.br/news/j-raul-teixeira-tem-quadro-estavel-apos-sofrer-um-avc/

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

segunda-feira, 30 de julho de 2012

SEMINÁRIO COM A FEB EM C. GRANDE

 A Coordenadoria do Vale do Piancó (Herculano) esteve presente no Seminário Integrado realizado pela FEPB e FEB na sede da AME-CG. Temas com: Missão do Espiritismo e tarefa dos espíritas, Finalidades e atividades dos Centros Espíritas, As potências da alma: vontade, sentimento e pensamento. Conscientização da necessidade de seu aprimoramento para evolução do Espírito, Conceitos de: acolher, consolar, orientar e esclarecer; e, de ação integrada, Estudo de casos/desafios

sábado, 28 de julho de 2012

NESTA QUARTA NO SBT A FINAL DO MAIOR BRASILEIRO


Comentário:
Fátima Farias

O SBT anunciou a primeira eliminatória para eleger ‘o maior brasileiro de todos os tempos’. Chico Xavier e Irmã Dulce são os primeiros da disputa. Ambos detentores de todos os méritos, nenhum teria interesse neste concurso, pois o único objetivo que movia suas vidas era fazer o bem, sem holofotes ou espera de reconhecimento de qualquer natureza.
Este aspecto aumenta, assim, em nós brasileiros, a responsabilidade muito grande em eleger alguém com méritos para nos representar. Decidi observar critérios como perfil para merecer minha escolha e a primeira foi eliminar políticos. Para mim, não existe qualquer justificativa para um deles representar meu Brasil. Na sequencia das eliminatórias, para disputar o título, votarei em Chico Xavier, Airton Senna, Santos Dumont e Pelé e farei as argumentações:

Chico Xavier – Modelo de vida digna e reserva moral, dedicou toda sua trajetória a serviço da paz e da doação de amor ao próximo. Milhares de almas foram consoladas com sua mensagem de fé e otimismo e por isso era respeitado por líderes e seguidores de diversos credos. Escolher Chico Xavier é contemplar a também a arte e cultura nacional. Através da sua psicografia, os espíritos de grandes escritores continuaram a manifestar seus talentos, em mais de 400 obras, tratando de diversos temas. Estes livros estão entre os mais lidos da América Latina, chegando até a superar os de Jorge Amado, além de serem traduzidos em diversos idiomas. O melhor é que Chico reverteu todos os direitos autorais em assistência social para pessoas carentes. Através da literatura e sua vida abnegada, Chico Xavier deixou de ser um ícone brasileiro e passou a ser um símbolo com repercussão nacional.

Ayrton Senna – Promoveu muitas alegrias ao povo brasileiro e pôs em destaque a logomarca Brasil no cenário mundial. Além do ídolo que foi e carisma que conquistou dos brasileiros, só após sua prematura morte foi que conhecemos mais um aspecto marcante de sua personalidade: ajudar instituições carentes, anonimamente.

Santos Dumont – Ao inventar o avião, indiscutivelmente, ele prestou um grande serviço ao planeta, no segmento da tecnologia, possibilitando, assim, encurtar distâncias. Sem dúvida, um dos maiores e importantes inventos de todos os tempos, assinado por um brasileiro, para nosso orgulho.

Pelé – Também contribuiu para a alegria dos brasileiros, além de levar o nome do nosso país para todos os continentes.

Estes são os nomes que torço como finalistas para escolha de ‘o maior brasileiro de todos os tempos’. Qualquer um deles que conquistar o título sinto-me bem representada, como brasileira. Mas, apesar de todos os méritos dos demais, revelo que Chico Xavier é o voto do meu coração.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

24 anos C.Espírita Jesus de Nazaré em Catingueira


Neste ultimo dia 21 de julho de 2012 a Coordenadoria Espírita do Vale do Piancó esteve presente em caravana na cidade de Catingueira-PB para a comemoração 24º aniversário do Centro Espírita Jesus de Nazaré. Com muitas apresentações dos jovens, das crianças e relatos dos fundares das instituição relembrando o início de tudo, Dr. Fernando Lourero, Eduardo Maia, Agenor, atual presidente Sebastião (Tião), e do Coordenador Herculano Pereira.

domingo, 22 de julho de 2012

Coordenadoria Regional do Vale do Piancó tem novos dirigentes

Foi escolhida, em reunião extraordinária, realizada em 15.07.2012, a nova equipe da Coordenadoria Regional do Vale do Piancó, dentro da proposta elaborada pela diretoria da Federação Espírita Paraibana, de empossar os dirigentes para o triênio 2012/2015.
Em clima amistoso e de integração, despediu-se da coordenação o companheiro José Campos de Lacerda que, em breve pronunciamento, agradeceu a todos os espíritas da região, por todo o apoio recebido ao longo dos últimos oito anos, período em que esteve à frente do movimento espírita local. Fez um agradecimento nominal ao ex-presidente da FEPB, e atual vice-presidente administrativo, José Raimundo de Lima, pela atenção dispensada durante o período de convivência, destacando o aprendizado que vivenciou e da riqueza em perceber a grandeza do movimento espírita.
Na sequência da reunião, foi realizado debate sobre o papel da casa espírita, em vídeoda FEB e foi feita a escolha da nova equipe da Coordenadoria, ficando escolhidas por unanimidade as pessoas abaixo, com seus respectivos cargos, para a atuação no Vale do Piancó:
Coordenador: Herculano Pereira Sobrinho, do Centro Espírita Jesus de Nazareth, de Itaporanga.
Coordenador Adjunto: Nivaldo Freitas, do Centro Espírita Seareiros do bem, de Boa Ventura.
Secretário; Sebastião Fausto, do Núcleo de Desenvolvimento Espiritual Jesus de Nazaré, de Catingueira.
                                            Herculano       Nivaldo              Sebastião

domingo, 1 de julho de 2012

Um Tur No Ultimo Dia de Festa em Itaporanga
Por REYNOLLDS AUGUSTO em 30-06-2012

Em junho, de cada ano, a cidade de Itaporanga fica festiva e os seus filhos retornam à terra mãe para se divertirem e matarem as saudades de um tempo que não volta mais. É a vida em movimento. As impressões vividas nunca mais retornarão, mas permanecem no subjetivismo interior. Cada momento uma experimentação, no espetáculo da vida, que não cessa.

Confesso a vocês que á época do velho campestre de guerra, a diversão era melhor, mais familiar e nós nos divertíamos com mais propriedade. O meu Tio Carlito, agora na pátria espiritual, nossa verdadeira casa, um boêmio por natureza, meses antes das festas, tinha por hábito adquirir as mesas principais, perto do palco, para que pudesse, junto com a família bonita que tinha e que tem, apreciar as atrações nacionais como, O Trio Nordestino, Os três do Nordeste, O velho Luiz Gonzaga, a nossa conterrânea Elba Ramalho e tudo mais...

Veio-me à mente a imagem do velho Deassis Leite e sempre me recordo daquele seu sorriso largo. O homem dançava um forró, como ninguém, com a sua esposa Lourdinha, que o tempo parece não ter conseguido arrefecer a beleza. O tempo é generoso com algumas pessoas.

Foi lá que o danado do cupido me flechou profundo. E no intenso da alma fui atraído aos braços da mulher amada, que hoje nos “renderam” três lindas filhas: duas gêmeas, uma galega e uma morena; e uma de quatro anos, linda como o Pai. Sem falsa modéstia.

Hoje, também, bati um belo papo, pela rede, com uma amiga do passado e que surgiu no Face. Hoje, estamos todos juntos emaranhados pela tecnologia e o mundo se transformou em uma aldeia global. Estou me referindo a Tácita, prima dos amigos Everaldo, que hoje está na Alemanha e de Maurílio, que também localizei no Face. Tácita sempre foi uma loura linda e arrancava suspiros da molecada da época. O tempo, também, não matou a beleza da linda galega. Conversamos muito e falamos dos nossos dramas pessoais, que são ferramentas da evolução. A dor é um convite ao equilíbrio e depois da tempestade o ar sempre fica mais puro. Fiquei feliz quando ela me confessou ter se tornado espírita, pois o Espiritismo nos ajuda a viver em ilusões.

O meu amigo Titico Pedro, também irmão de ideal espírita, estava passando certa dificuldade técnica, no Titico explica de Hoje, que tratou do descaso dos nossos políticos no que diz respeito à implantação do IFPB, que está na contagem regressiva para se despedir de Itaporanga e não voltar mais e tudo por causa de uma “mísera” escritura. É triste morrer na praia e se isso acontecer será um estigma político, que jamais se apagará no histórico de todos esses que são candidatos a cargos eletivos e que ficam por aí usando a capa do “bom moço” e que estão preocupados com a nossa Terra. Fogos e mais fogos, para sobreavisar os eleitores que eles estão no pedaço.

SÓ FALTAM 4 DIAS E MEIO. Triste episódio para a história de Itaporanga e do Vale do Piancó.

Como bom amigo que sou fui ajudá-lo, tecnicamente, para que ele desse o seu recado. LI a Carta do Dr. RIDELSON, um dos professores do IFPB, dizendo que apesar de ser filho de Itaporanga, se logo-logo o reitor não estiver com a escritura na mão, por uma questão de cronograma do Ministério da Cultura, a instituição pode ser levada a outro município, pois houve um ajuste entre o Ministério da Cultura, o Estado e o Município que envidariam os esforços para que o terreno, em tempo hábil, passasse às mãos do reitor. E o pior de tudo é o silêncio dos setores sociais. Titico, coitado, está com a pressão alterada, pelo descaso. Disse a ele para se equilibrar, pois se perdemos o IFPB, perdido está, e que os “santos” da política, tentem explicar a sociedade a falta de compromisso com a nossa terra.


Mas bom mesmo foi à noite. Fui ao Centro Espírita Jesus de Nazaré ouvir uma daquelas belas palestras realizada pelo NETO BATISTA. O homem fala bem e fala o que realmente interessa. Antes, e fiquei surpreso, ouvi o EXÓRDIO da sua filha ISABELE, linda como a mãe. A garota fala bem como o Pai. Também, filha de peixinho...

E o melhor de tudo é que a FEP-TV transmitiu para o mundo a bela palestra da noite e eu que não sou besta abri o face e espalhei. Resultado: muitos itaporanguenses espalhados pelo mundo também assistiram, na comodidade do seu lar, a exemplo de MONAISA CAIANA, que reside em PORTUGAL. De Itaporanga para o mundo.




O Grupo FEIXE DE LUZ, com DANIEL, PABLINA, THAYS E CAMILA, cantou para os presentes.

Fui ao forró e cheguei ao momento em que estava cantando o grande Saulo. Muita gente na rua. Não dava para dançar. Senti saudades do Campestre. A garotada toda, se divertindo sem parar. O São Pedro virou festa de adolescente, pois só eles conseguem encarar aquela multidão e ainda se divertirem.

Dirigi-me a rua da arte e visitei o espaço da ALCAITA. A mostra estava florida de livros. Dois grandes escritores , DEMIR CABRAL E DOUTOR LISBOA, estavam divulgando os seus trabalhos. Divulgar a cultura é um grande desafio e fornecer luz, para que se disperse a sobra da ignorância, é para missionários. Parabenizo todos os seus sócios por intermédio desses dois formadores de opinião.

Por fim ,fui prestigia o movimento da Igreja Batista, coordenado pela Pastora Selma, lá no começo da avenida, chamado “SEM JOÃO E COM JESUS” e gostei do que vi. Muitos Jovens, se divertindo, sem a ilusão do álcool.

É a vida em movimento

O ano que vem tem mais.

E espero que, desta feita, com o IFPB.

 

sábado, 16 de junho de 2012

Visita da Coordenadoria


No ultimo sabado 09/06/2012 a Coordenadoria Espírita do Vale do Piancó (José Campos) esteve presente na União Espírita Cristã, da cidade de Patos, para uma palestra que foi proferida pelo o mesmo. O presidente da UEC (Ramundo Nonato) agradeceu de início a visita da caravana que também contou com presença do presidente do C.E. Jesus de Nazareth (Alberlando). O encontro foi marcado com apresentações dos grupos de jovens cantando suas músicas.

terça-feira, 12 de junho de 2012

Pedagogia espírita é tema de seminário no próximo domingo, na FEPB, com transmissão ao vivo pela internet

 

No dia 17.06.2012, no auditório da Federação Espírita Paraibana, ocorrerá o Seminário de Pedagogia Espírita, com o tema Pedagogia Espírita da Formação da Mentalidade Cristã e a Construção Interna do Mundo de Regeneração: diálogos à luz da filosofia de Emmanuel.
O evento será das 09:00h. às 12:00h. e tem como condição simbólica de participação a doação de um quilo de alimento não-perecível, que será repassado ao DAPSE - Departamento de Assistência e Promoção Social da FEPB. Pede-se a gentileza de não trazer arroz, pois já se possui este alimento em quantidade para as doações que serão feitas.

Confira quem vai atuar no evento:

Angelina Sales (MG) é terapeuta com consultório em Belo Horizonte/Minas Gerais. Durante muitos anos atuou na área da educação como professora de Português e Inglês. Espírita desde o berço; é oradora e expositora com trabalhos desenvolvidos em várias casas espíritas, trabalhos estes, voltados ao estudo e divulgação do espiritismo. Médium a mais de 25 anos, atualmente colabora ativamente na Casa Fraternidade e Amor; durante as reuniões de orientação e tratamento espiritual, atuando ainda na orientação às gestantes carentes. Voluntária nas Instituições: Novo Céu; Lar do Marcos; e asilo Frei Otto. Por meio da psicografia tem trazido até nós obras de grande importância na divulgação da Doutrina Espírita, tais como: Gota de Luz na Flor de Laranjeira; O Despertar de um Novo Dia; Quilombo, Calabouço da alma; e, A Caravana de Luz, este último pelo espírito de Joseph Gleber (lançamento).

José Otávio (MG) é expositor e conferencista Espírita, colaborador de várias entidades espíritas e filantrópicas. Possui graduação em História pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1999), Doutorado em História e Culturas Políticas pela Universidade Federal de Minas Gerais e Pós-Doutorado em História, Relações de Poder, Sociedade e Ambiente pela Universidade Federal de Pernambuco. Atualmente é Professor da Universidade Federal de Campina Grande/PB, lecionando na Graduação e Pós-Graduação em História (Mestrado) e em Recursos Naturais (Mestrado e Doutorado Interdisciplinares). Autor e co-autor em diversos livros e artigos.

Renato Dáre (MG) é médico do trabalho, reumatologista, expositor e conferencista espírita e presidente do GEA – Grupo Fraternidade e Amor de Belo Horizonte-MG, entidade que, além de atendimento aos freqüentadores das reuniões públicas semanais, presta assistência a outras entidades de amparo aos idosos, crianças e gestantes carentes, em especial às seguintes entidades: Projeto Novo Céu, Lar de Marcos e Asilo Frei Otto. Em 21 de outubro de 2008 através da Lei Municipal 9.630 o GFA - Grupo Fraternidade e Amor recebeu o título de Entidade de Utilidade Pública Municipal de Belo Horizonte.
Você pode acessar, ao vivo, as palestras do seminário em http://fepb.tv

segunda-feira, 4 de junho de 2012

E a Vida continua (cinema)


A segunda quinzena de agosto receberá o aguardado lançamento do filme "E A Vida Continua", nos cinemas do país. Baseado no livro de mesmo título psicografado por Chico Xavier e editado pela FEB contará com a Paris Filmes como distribuidora. O diretor do filme Paulo Figueiredo é o entrevistado da revista Reformador da edição de junho.
Informações: oceano.vieira@dvdversatil.com.br

sexta-feira, 1 de junho de 2012

REFORMADOR

Saulo de Tarso: “Senhor, que farei?”


Em Atos dos Apóstolos (9:11) há o registro de que logo após o momento em que Saulo teve a visão do Cristo, o rabino perguntou: “Senhor, que farei?”.1 Na septuagenária obra Paulo e Estêvão, Emmanuel cita outra tradução do livro redigido por Lucas, o evangelista; emprega a expressão: “– Senhor, que queres que eu faça?”,2 e menciona o versículo com ligeira alteração na numeração. O importante é analisar a essência da questão colocada por Saulo de Tarso.
O chamamento a Saulo e sua profunda mudança para Paulo deve merecer muitas reflexões. Impactado pela Luz Superior, o doutor da lei cai ao solo... Com o gesto, ruía todo um mundo construído na base da intelectualidade e do orgulho. De repente, o sábio religioso fica enceguecido e necessitado de apoio.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

O ESPÍRITA ANTE A POLÍTICA

 


Em sentido lato, a política se entrecruza com várias outras ciências, entre elas a Filosofia, a História, a Economia, o Direito... Entretanto, é com a Sociologia que ela possui laços mais estreitos, visto que tem seu nascedouro na própria sociedade. Segundo essa visão, inspirada em Aristóteles, o homem é um animal social e político. Herança da Grécia antiga, berço da democracia, o termo política deriva-se do grego politikós, alusivo às antigas cidades gregas organizadas (pólis), que teriam dado origem ao modelo de vida urbano contemporâneo, onde os homens se aglomeram em busca da sobrevivência e do progresso, sujeitando-se a uma administração pública regulada por normas coletivas de convivência.

sábado, 5 de maio de 2012

Os milagres da maternidade

Joanna de Ângelis, mentora do autor e orador espírita Divaldo Franco, tem nos alertado sobre as possibilidades trazidas pela prática do amor. De fato, o amor traz perspectivas que vão além das nossas possibilidades de entendimento, este é capaz de trazer ao equilíbrio consciencial um ser alvejado pela culpa extrema, como Judas. O amor reconstrói um passado de erros, mesmo os cometidos em nome de Deus, prejudicando e aniquilando muitos; vide João Batista, trazendo à tona os erros da reencarnação, como Elias. O amor é ainda capaz de conduzir os mais cruéis tiranos a condição de santos respeitáveis, tal como o caso trazido pelo espírito Humberto de Campos, informando-nos de que Herodes, o Grande, o tirano capaz do infanticídio por conta do apego ao poder, tombou perante as força do amor, habitando, mais tarde, o corpo de São Vicente de Paula. O amor cedo ou tarde, torna-se irresistível.
Em exemplo mais próximo, o amor aplicado em forma de dedicação e conhecimentos diversos pelos trabalhadores da mediunidade, encarnados e desencarnados, é capaz de mudar caminhos, resolver querelas seculares, reconduzir almas perdidas nos eixos do ódio, dor, desespero e medo à retomada do caminho espiritual. É o amor na assistência dos diversos filhos pródigos.
Entretanto, a citada mentora, nos informa que ainda não conseguimos colocar o sentimento por excelência em patamar único; ainda precisamos criar as subdivisões do amor. Por isso criamos, por exemplo, o amor fraternal, paternal, o amor esponsalício etc. Ainda não atingirmos a maturidade do amor uníssono. Esta ainda é a nossa condição. Entretanto, dentre os “amores” existentes na Terra, Joanna é categórica ao destacar o amor de mãe como o mais sublime. Considerando as palavras da mentora, talvez o “milagre” da maternidade não seja apenas aquele que conduz o filho à vida corpórea. O amor mencionado, se bem aplicado, certamente será o amparo na operação de outros “milagres” morais.
Os exemplos são fartos; retornando aos casos de relato mediúnico, são incontáveis os casos nos quais filhos, teimosos e renitentes no mal, agarram-se à oportunidade apresentada após caírem nos braços da genitora. Por essa intensidade energética do mais puro sentimento é que o aborto doloso, no qual a matriz não encontra-se em perigo de vida, se torna atitude tão repudiada, sendo tratado como infanticídio confesso. Na minha opinião, os espíritos que experimentaram o ato abortivo constituem os atendimentos mediúnicos de natureza mais difícil. Certa feita, um espírito que transitava entre o desespero e a decepção relatou, através da fala do médium:

- Eu só queria nascer... Não cobrava-lhe o amor nem o desvelo, mas precisava nascer, pois tenho os meus débitos a ressarcir.

Naturalmente que a espiritualidade encaminharia o irmão a breve e nova experiência. Algumas mães, exceções, ao meu modo de ver, não desenvolveram, ainda, a capacidade de amar. Contudo, segue o exemplo para reflexão acerca do ato abortivo doloso e do valor de cada dia de vida.
Porém existe o outro lado da moeda. Determinada noite de trabalho, um espírito, desencarnado aos 2 dias de vida, deu um emocionado depoimento. Este havera sido vitimado por uma anencefalia. Apenas para entendermos melhor o caso, a lei de causa e efeito conecta a maioria dos casos de anencefalia ao mal uso da inteligência, bem como ao suicídio:
- Vim dos mais profundos abismos, vivi sob atmosferas infernais por longos períodos, corroído pelo fogo do ódio e desfigurado pela sede de vingança. Afogado em pensamento de destruição e revolta. Certo dia, quando as chamas dos meus pensamentos mais hediondos me tomavam os objetivos, senti leve torpor, atirando-me ao sono, algo que me parecia impossível.

Continua após breve pausa:

- Vi-me em verdadeiro ato de “operação”, se assim posso descrever, meu corpo estava imantando-se, conectando-se a de jovem senhora, que reconheci como minha futura mãe. O conhecimento da reencarnação compulsória encheu-me de mais ódio, levando-me ao torpor e ao sono irresistível. Tinha lapsos de lucidez, o ódio ainda corroía-me os poros no corpo em desenvolvimento; entretanto força adversa se apresentava: era o amor de minha mãe. A jovem senhora trazia para mim grandes espectativas amorosas, “jorrando” o mais tenro sentimento. Percebi, então, o meu corpo espiritual totalmente desfigurado, resultado da minha inobservância e revolta.

O relato continua, revelando a inteligência da providencia divina e a lei de amor que rege o universo.

- Após certo tempo de gestação, a jovem senhora pela qual já nutria simpatia, sem, contudo, esquecer de meus objetivos odiosos, recebeu a notícia da minha impossibilidade de viver, devido ao diagnóstico de uma anencefalia, tendo o médico, prontificado-se a praticar o aborto, se a mesma concordasse, pois não valeria a pena carregar no ventre, por meses, um filho que viveria horas. A revolta tomava, novamente, as entranhas do meu ser, blasfemei como nunca, debatia-me com todas as forças. Imaginava ser a crueldade divina a tomar-me mais uma vez algo que passara a amar. Como resultado da minha revolta, fui novamente adormecido. Acordei tempos depois, para a minha surpresa, mais conectado do que nunca a minha futura mãezinha. A mesma havia decidido por não abortar-me, seguindo com a gestação até o final, com o intuito de viver comigo as poucas horas de vida, de guardar a lembrança do beijo e do abraço. Era o que eu necessitava! O ódio converteu-se em arrependimento e desejo de retomada do meu caminho, pelo puro e simples gesto do amor materno. Hoje sei que devido ao estado do meu corpo espiritual não teria condições de reencarnar sem a fase intermediária de uma gestação sem sucesso; meus erros me conduziram a tal cenário. Entretanto não foi o choque anímico o resultante principal da minha retomada na seara do Cristo, e sim o sentimento do amor de mãe.

O emocionante relato nos traz o “milagre” do amor, através da maternidade, possibilitando a retomada de um irmão em dificuldade pungente.
Infelizmente, os grandes exemplos de amor, em especial o materno, se apresentam diante do sofrimento. Maria foi o grande exemplo a traduzir as dificuldades em fé e trabalho, apesar da dor acerba de ver o filho amado sofrer a crueldade extrema, vítima da violência humana.
Quantas hoje, não dividem tal lancinante dor ao ver o filho no calvário das drogas? Entretanto, apesar do sofrimento, não descansam e muito menos desistem da difícil empreitada libertadora. A missão é difícil se analisarmos o ponto de vista espiritual, pois os processos obsessivos decorrentes da viciação são ferrenhos; além disso a vontade do usuário em livrar-se do infeliz vício é fundamental. Contudo, se o objetivo não alcançar-lhe as fibras do espírito enquanto encarnado, certamente o fará no plano espiritual, onde cedo ou tarde, o arrependimento nos alcança, por vezes, nos braços maternos.
Retornemos ao exemplo de Maria, a qual igualmente experimentou a dor de perder um filho. A solidão que aperta o coração, os dias que não passam, a vida vazia e sem cores. A essas mães, alcançadas pela dura provação da separação precoce dos rebentos, por mais difícil que seja, devem encontrar o refúgio das dores no exemplo de Maria, ao fazer-se mãe de muitos outros. A humanidade necessita de muitas mães. Não falo propriamente da adoção, apesar de ser nobre ação, porém o amor farto e sufocado no coração materno precisa ser canalizado; para isso existem as obras assistenciais onde trafegam crianças nas mais tenras idades e ávidas por instantes de atenção e amor, carentes de uma singela história. O amor precisa ser posto em prática, multiplicado. Não faltam dores e lágrimas neste mundo e, certamente, a ação da caridade trará o alívio, apesar do profundo sofrimento da perda do filho, pois a prática do amor sempre asserena o coração.
Muitos seriam os relatos, físicos e mediúnicos, onde a presença materna resgata do mais profundo fosso das dificuldades humanas, irmãos atascados nos piores valores morais, chafurdados na viciação. Muitos chamam tal tarefa de “milagre”; Joanna de Ângelis chama apenas de amor, o mais sublime, puro e abundante amor que se tem presente na humanidade: o amor de mãe.
FONTE:http://www.oclarim.org/site/

HORAS

TOTAL DE VISITAS